17.4.15

Airbus apresenta versão do A380 com número ampliado de assentos na classe econômica

Aeronave com onze poltronas por fileira estará disponível a partir de 2017

Classe econômica com 11 assentos por fileira? A fabricante de aviões Airbus apresentou durante a Expo Aircraft Interiors, que acontece dos dias 14 a 16 de abril, em Hamburgo, na Alemanha, a nova configuração da aeronave A380, que terá cinco poltronas na fileira do meio.

Segundo a empresa, a ampliação de lugares não afetará o tamanho de cada assento, que permanecerá em cerca de 45 centímetros. Para conseguir a façanha, foi preciso "afinar" o apoio para os braços entre cada poltrona.

Em entrevista para a Leeham News and Comment, o vice-presidente sênior de marketing da Airbus, Christopher Emerson, afirmou que o número de assentos da aeronave passará de 525 para 544.

A nova configuração deve estar disponível para a companhias aéreas a partir de 2017.

Fonte: Oglobo

2 comentários:

Clayton Roberto disse...

Coitada da Airbus, eles já não estão vendendo direito o A380, estão estudando a possibilidade de uma nova versão do A380, um Neo, A380-900 e A380-1000, ambos maiores do que o já existente, porém mais eficientes em relação a queima de combustível, e agora aparece essa versão de 544 passageiros, me pergunto pra que? Há demanda pra isso? e outra, disponibilidade desta versão só em 2017?............Acho a indústria de aviação um pouco lenta, já viram quanto tempo eles levam pra montar um A380, já viram a logística dos caras? me perdoem a palavra, mas que inferno aquilo, como conseguem? vem parte do A380 de tudo que é parte da Europa, imagino o custo que não deve ser aquele transporte todo, não é atoa que este avião é um dois mais caros do mundo, e pior, nem é tão eficiente assim...enfim, vamos ver como o mercado vai reagir a essa nova versão de 544 pax......se eu fosse dono de uma companhia aérea, não compraria, só me arriscaria em uma versão Neo.

Laerte Vasques disse...

Pois é, concordo com o Clayton. Acho que não existe demanda para 544 passageiros, seria desnecessário para o A380 que já suporta, tecnicamente, bem sua demanda atual.

Visitem o meu blog sobre aviação em geral: http://proanorte.blogspot.com.br