10.1.17

26 anos do primeiro voo do MD-11

Foi em 10 de janeiro de 1990 que o primeiro MD-11 decolou...








Vamos falar do MD-11 no Brasil

No Brasil, a Varig, a VASP e a TAM operaram o MD-11. A Varig incluiu-o na frota em meados de 1992, assim como a VASP, que também o fez com diferença de meses. Na Varig ele serviu para substituir os antigos DC-10 e a companhia chegou a operar um total de 26 MD-11 durante 16 anos de muito sucesso. 23 deles eram do modelo convencional (MD-11) e 3 deles eram do modelo de longo alcance (MD-11ER).

Eram responsáveis por fazer os vôos intercontinentais de longa distância que a Varig fazia para Tóquio, com escala em Los Angeles, assim como rotas para a Europa e ocasionalmente vôos domésticos de grande demanda de passageiros como Guarulhos a Recife, assim como vôos entre Buenos Aires e Florianópolis (durante a alta temporada). O MD-11 foi definitivamente retirado da frota da Varig em 9 de junho de 2007, sendo que o último fazia o vôo "RG8741" de Guarulhos, São Paulo para Frankfurt, Alemanha.

Quanto aos restantes, foram arrestados em 2006 devido aos problemas financeiros que a Varig sofreu. Já a VASP chegou a operar um total de 10 MD-11, 9 eram do modelo convencional (MD-11) e apenas 1 era do modelo de longo alcance (MD-11ER). Também na VASP ele eram responsáveis pelas rotas intercontinentais de longa distância, como Europa, Asia e América do Norte, alguns países da América do Sul e ocasionalmente vôos domésticos.

Os MD-11 da VASP foram retirados da frota em meados de 2001 também por problemas financeiros que a companhia vinha sofrendo, culminando na cassação da autorização de operação em janeiro de 2005. Em janeiro de 2007, a Boeing cedeu para TAM 3 MD-11 ex-Varig em regime de leasing e provisoriamente até que a Boeing entregasse no segundo semestre de 2008 os 4 novos Boeing 777-300ER comprados pela TAM. Os 3 MD-11 que estiveram na TAM passaram por uma reforma no hangar da VEM - Varig Engenharia e Manutenção (a maior empresa de engenharia e manutenção aeronáutica da América Latina) para então retirar a pintura da Varig e fazer a da TAM. Eles foram responsáveis pelas rotas que a empresa fazia para Milão e Paris, mas saíram gradativamente de serviço a partir de agosto de 2008, para serem substituídos pelos 4 novos Boeing 777-300ER.

A última viagem desse modelo de aeronave pela TAM - o PT-MSJ - aconteceu em 12 de dezembro de 2008, com a viagem da aeronave partindo de São Paulo em rota para Paris, França[carece de fontes]. Com o encerramento das operações deste MD-11, a TAM voltou a voar para Paris exclusivamente com aeronaves Airbus A330, mais modernas e com custo operacional mais baixo. (Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/McDonnell_Douglas_MD-11)
























Fotos: Airliners.net

​Agradeço ao grande Cmte Tito Walker​ pela dica de matéria!!! Valeu Mestre!!!!

Um comentário:

Pecci disse...

Quando li: "Eram responsáveis por fazer os vôos intercontinentais de longa distância que a Varig fazia para Tóquio, com escala em Los Angeles," Lembrei do Cmte Tito!!!